terça-feira, 11 de maio de 2010

E de repente eu acordei com uma vontade de reviver. Reviver tudo - desde quando eu bati meus olhos em você a primeira vez, até aquele último tchau que eu te dei, com o coração apertado, sentindo que algo havia mudado. Até as brigas eu reviveria, porque sabia que depois viriam as palavras e juras de amor, os planos de casamento, as lamentações de saudade. Acima de tudo, reviveria quantas vezes fossem precisas aquela noite em que vi você dormir ao meu lado. Parecia um anjo, e eu tive vontade de abraça-lo e parar o tempo ali, pra sempre. Acordar do seu lado foi melhor ainda, te ouvir dizer que apesar de tudo estava feliz porque eu estava ali! Confesso, naquela noite eu não sonhei. Meu sonho já estava realizado ali, dormindo ternamente ao meu lado como se nada mais importasse.

4 comentários:

  1. Que lindo, Ana! Alguns ias eu também acordo com essa vontade enorme de reviver as coisas que já passara, as briguinhas que 'esquentavam' as coisas! haha Só que algumas coisas não voltam, né? O tempo é cruel... Só dá pra seguir em frente :)

    ResponderExcluir
  2. nossa, disse tudo que eu precisava dizer e nao encontrava palavras.. amei muito! sem palavras.

    ResponderExcluir
  3. OH, que lindo! Sonhos se tornando reais. Belo, belo.

    ResponderExcluir